Comissão européia propõem acordos entre jornais e Google

Muitos sabem de como as redações de jornais diários sofreram com o boom da internet e a forma com que as pessoas se acostumaram a consumir conteúdo de graça pela web.  Devido a preocupação da sustentabilidade das empresas jornalísticas é que a Comissão Européia propôs para que gerenciadores de conteúdo como Facebook e Google pagassem por estes conteúdos das empresas.

A visão da Comissão é de que os gigantes do Google se beneficiam com o conteúdo publicado gratuitamente para estas empresas. Por tanto seria justo negociar para que as empresas de mídias se comprometessem a pagar pequenas taxas pelos conteúdos conforme sua relevância. Assim a receita passa a ser dividida pelos mecanismos de distribuição de informação e busca com os produtores. Seria algo como uma parceria.

google news

No entanto, deve-se lembrar que em outras negociações a empresa Google nãos se manteve muito favorável a dividir a sua receita – até porque é a mais beneficiada no sistema pela produção de notícias na ferramenta Google News. A forma que as empresas tem tido de controlar o acesso e garantir a verba é bloqueando o conteúdo para aqueles que não pagarem para acessar aquele link .

Assim ninguém precisa dividi a receita, mas para acessar o conteúdo o usuário terá que assinar um determinado jornal. De certa forma isso incentiva para que as pessoas se desacostumem com a gratuidade da internet e ainda façam suas escolhas e preferências por reais meios de comunicação. Alguns teóricos acreditam que isso até fomentaria, depois de algum certo tempo, para que as pessoas ao pagar se sentissem mais propícias a consumir mais conteúdos jornalísticos e não somente adquiri-los superficialmente. No entanto, tudo parte de suposições.